A LENDA DOS MIL TSURUS 

Ninguém sabe desde quando existia uma lenda no Japão segundo a qual, aquele que fizer mil tsurus de origami tem um pedido atendido pelos deuses.

Esta lenda ficou mundialmente conhecida com a história de uma garotinha chamada Sadako Sasaki. Sadako nasceu em Hiroshima e tinha apenas dois anos de idade quando os americanos lançaram a bomba atômica sobre a cidade. Ela vivia distante do epicentro da bomba e juntamente com a mãe e o irmão, saiu ilesa do ataque. Mas consta que durante a fuga, foram encharcados pela chuva radioativa que caiu sobre Hiroshima ao longo daquele dia fatídico. Retomando suas vidas após o término da guerra, Sadako e sua família viviam normalmente. Em janeiro de 1955, durante uma aula de educação física, Sadako, que adorava corridas, sentiu-se mal, com tonturas. Os dias se passaram e novamente o mal-estar fez com que ela caísse no chão, sem sentidos. Socorrida e levada a um hospital, depois de alguns dias foi diagnosticada com leucemia. Sua melhor amiga, Chizuko Hamamoto foi visitá-la no hospital. Chizuko fez uma dobradura de tsuru e presenteou Sadako, contando-lhe a lenda dos mil tsurus de origami. Sadako, esperançosa, decidiu fazer os mil tsurus, desejando a sua recuperação. Assim, mesmo com o avanço da doença, Sadako prosseguia dobrando lentamente os pássaros, sem mostrar-se zangada e sem entregar-se. Em dado momento Sadako compreendeu que sua doença era fruto da guerra e mais do que desejar apenas a sua própria cura, ela desejou a paz para toda a humanidade, para que nenhuma criança mais sofresse pelas guerras. Ela disse sobre os tsurus: “Eu escreverei PAZ em suas asas e você voará o mundo inteiro”. Mesmo com sua passagem, os amigos de Sadako formaram uma associação e iniciaram uma campanha para construir um monumento em sua memória e à todas as crianças prejudicadas pela guerra. Com doações de alunos de cerca de 3100 escolas japonesas e de mais nove países, em 1958, foi erguido em Hiroshima o MONUMENTO DAS CRIANÇAS À PAZ, também conhecido como Torre dos Tsurus, no Parque da Paz. O monumento de granito simboliza o Monte Horai, local mitológico, onde os orientais acreditam que vivem os Espíritos.

No topo do monte está a jovem Sadako segurando um tsuru em seus braços estendidos. Na base do monumento estão gravadas as seguintes palavras: “Este é nosso grito, Esta é nossa oração:, PAZ NO MUNDO” Todos os anos, milhares e milhares de tsurus de papel são enviados de toda parte do Japão e do mundo, num gesto de carinho que demonstra o poder de trabalhar em conjunto pela paz.

Bianka Tomie Origamis Especiais 

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Prison Break (série de TV onde se utiliza o origami com bastante significado)

A ARTE